30 / 06 / 2022 - 08h35
Piauí registra aumento de mortes violentas e estupro de vulneráveis

Nesta terça-feira, 28 de junho, o 16° Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgou os resultados de pesquisas realizadas em todo o país.

De acordo com o anuário, o Piauí registrou um aumento de 10,3% de mortes violentas e de 17,7% de estupro de vulneráveis entre os anos de 2020 e 2021. O número de mortes violentas intencionais subiu de 707 para 782 entre os dois anos consecutivos, enquanto os casos de estupro registrados subiram de 719 para 848 no estado.

De acordo com a pesquisa, os casos de latrocínio e lesão corporal seguida de morte permaneceram praticamente os mesmos nos últimos dois anos, mas crimes como roubos e furtos de aparelhos celulares tiveram um aumento correspondente a 39,2% e 17,7%, respectivamente.

O Piauí também registrou aumento nas denúncias de racismo e injúria racial, homicídios contra a população LGBTQIA+ e tentativas de feminicídios.

Mesmo com o aumento dos crimes, o Piauí não possui nenhuma cidade na lista das 30 mais violentas do país. No demonstrativo, 18 dos municípios com maior taxa de mortes violentas por 100 mil habitantes estão no Nordeste, sendo elas, quatro do Ceará, quatro do Rio Grande do Norte, duas do Pernambuco, uma do Sergipe e uma do Maranhão.

A pesquisa é uma iniciativa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, para traçar um panorama da criminalidade em âmbito nacional. O objetivo da pesquisa é auxiliar na tomada de decisão para políticas públicas direcionadas ao setor.

Folhaatual



Publicidade