23 / 05 / 2022 - 20h07
Botijão de gás chega a 130 reais no Piauí; É o 2º mais caro do Nordeste

O preço do gás de cozinha no Piauí continua elevado, chegando ao valor máximo de R$ 130 em diversos municípios, entre eles Teresina. O Estado chega a ser o segundo maior valor de todo o nordeste perdendo apenas o Rio Grande do Norte.

O preço consta em levantamento realizado entre os dias 15 e 21 de maio, pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Foi pesquisado o preço do produto em 32 estabelecimentos sendo eles Parnaíba, Picos, Piripiri e Teresina, onde identificou a venda do GLP de 13 kg sendo comercializado pelo menor preço em Teresina (a R$ 114,99).

Em comparação aos outros estados o Piauí é o segundo estado com gás de cozinha mais caro do Nordeste, perdendo apenas para o Rio Grande do Norte com estabelecimentos comercializando o produto a R$ 139,00.

Gás de cozinha fica mais caro a partir desta segunda-feira (23/05)

 

Em todo o país, os valores médios do gás ultrapassam a cota dos R$ 100, sendo o maior em Mato Grosso (R$ 134,82) e o mais baixo no Rio de Janeiro (R$ 100,09). O relatório da ANP foi realizado entre os dias 15 e 21 de maior e levou em conta os dados de 33 postos de distribuição de gás em quatro cidades do Piauí, são elas: Teresina, Picos, Piripiri e Parnaíba.

Com R$ 130 o botijão de gás, o Piauí ocupa o segundo lugar com gás de cozinha mais caro do Nordeste, ficando atrás apenas do Rio Grande do Norte, onde o gás é comercializado a R$ 139. O Ceará e Bahia também vende o gás de cozinha a R$ 130. No Nordeste, o gás mais barato fica em Alagoas, onde o preço cobrado é de R$ 115.

Fonte: ANP



Publicidade