12 / 01 / 2021 - 11h32
Além do Bro-Bró: Meteorologia aponta que Janeiro será quente no Piauí

Tudo indica que janeiro será mais um mês quente no Piauí, com características de B-R-O-BRO. A expectativa, segundo a meteorologia, é que seja registrado um aumento de meio grau celcius acima da média máxima para o período, que ficam entre 24 a 28 graus, dependendo da região do estado. Historicamente, nessa época do ano chove-se mais no extremo sul piauiense, nos municípios que compreendem os Cerrados. Mas, conforme as previsões, tem caído pouca chuva. E esse é um dois motivos para o tempo quente: os baixos volumes de água.

“Não está tendo muita chuva como o esperado pela climatologia, então a tendência é a manutenção do calor. Porém, toda previsão é cálculo e precisa de análise. Mas, a tendência é de temperaturas acima da média agora em janeiro”, afirmou Werton Costa, climatologista, ressaltando que janeiro tende a ser mais chuvoso, por ser o primeiro da quadra chuvosa – janeiro, fevereiro, março e abril – (o famoso inverno piauiense). “Ou, seja, as temperaturas continuam um pouco elevada, mas são amenizadas pelas chuvas. E para esse mês, elas estão esparsas”, disse.

Um reflexo dessa falta de chuva no Estado, no início do ano, já pode ser percebido pelos registros de queimadas do INPE, que é o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Só nos primeiros dez dias do ano, foram verificados 49 focos de incêndios no Piauí, número que já é maior que todo o registro de janeiro do ano passado. Na comparação com o mesmo período, ou seja, os primeiros dez dias no ano, o crescimento de focos é de 390%. E a tendência é que as queimadas aumentem por conta do tradicional período de “preparo das roças”.

“Essas condições de temperaturas mais elevadas, elas estão mais relacionadas com temperaturas mais frias, das águas do Atlântico Tropical, que por sua vez reduzem a quantidade de cobertura de nuvens aumentando, assim, a quantidade de insolação, ou seja, de energia solar incidente”, completou o climatologista.

As temperaturas mais quentes esse ano estão sendo registradas no Norte do Estado. Não a toa, o município de Buriti dos Montes, distante 240 km ao Norte de Teresina, é atualmente a quinta cidade do país com maior registrado de queimadas: 12 no total, ficando atrás apenas de Grajaú (MA), Gaúcha do Norte (MT), Feliz Natal (MT) e Boa Viagem (CE). Em 2020, o Piauí registrou exatos 9.317 queimadas, tendo o mês de outubro com o maior número (3.437 focos).

Fonte: Meio Norte



Publicidade