23 / 09 / 2020 - 11h37
Governo autoriza retorno das aulas presenciais a partir do dia 19 de outubro

No Dia do Piauí – 19 de outubro – o governo do Estado autorizou o retorno presencial das aulas dos alunos do 3º ano do ensino médio e os matriculados em cursinhos de pré-Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). 

O governador Wellington Dias (PT) assinou decreto retornando somente esse segmento que atinge mais de 75 mil pessoas, sendo 40 mil estudantes, o que representa 18% da rede estadual. Ficou autorizado também o retorno dos estudantes que fazem estágios na área da saúde em ambientes que não sejam em hospitais que tratam o novo coronavírus. 

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) divulgou um cronograma para ser seguido pelas escolas antes da reabertura.

As medidas sanitárias vão desde adaptação para evitar a proliferação do vírus, manter o distanciamento e evitar aglomeração.

O governo tem reforçado que as aulas só irão retornar após as escolas públicas e privadas apresentarem as ações de combate a Covid-19. 

As turmas da educação infantil, ensino fundamental e 1º e 2º ano do Ensino Médio devem permanecer em ensino remoto e só retornarão em 2021. A preocupação é que as crianças e jovens disseminam mais rapidamente doenças respiratórias e aumento do risco de desenvolvimento da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), temporariamente associada à Covid-19.  

Veja também: 

Seduc reúne GREs para apresentar portaria de retorno às aulas

O secretário Estadual de Educação, Ellen Gera, informou que a retomada das atividades será de escola por escola e a direção já recebeu capacitação da Vigilância Sanitária.   

“O modelo remoto continua para a grande maioria da rede estadual. É um modelo implantando desde abril, agora com aval do COE a Seduc preparou um cronograma de retorno gradual dos estudantes”, disse Ellen Gera. 

Pesquisa com os pais

No cronograma, a Seduc prevê questionários aos pais e educadores para ter informações sobre a saúde dos estudantes, além de se informar sobre grupo de risco que convivem com alunado e avaliação  que eles têm sobre o ensino remoto. 

Fonte: Cidade Modelo FM.



Publicidade