14 / 07 / 2020 - 01h13
Mulher jovem perde a visão por catarata e volta a enxergar após cirurgia com tecnologia à laser.

A catarata ocular se caracteriza pela perda progressiva da transparência do cristalino que é uma lente natural do olho.

Os sintomas iniciais como a visão turva, diminuição da visão noturna e fotofobia (sensibilidade à luz) podem ser muito ténues numa primeira fase, agravando-se a sintomatologia com o decorrer do tempo (veja mais informação em sintomas). Ou seja, o cristalino torna-se opaco (turvo) com a idade, instalando-se de uma forma lenta e progressiva, afetando, desta forma, a visão. Esta causa (o envelhecimento) é a mais comum no surgimento da catarata no olho, contudo podem existir outras além do envelhecimento.

No olho com catarata, a visão estará dependente do grau de opacificação do cristalino. Quanto maior for a opacificação do cristalino maiores serão as perturbações na visão. Em situações extremas os doentes podem perder totalmente a visão.

Foi o que aconteceu precocemente com a jovem senhora picoense, Kellya Barros Holanda Sousa. Com apenas 41 anos de idade, ela perdeu totalmente a visão do olho direito para a catarata e como o olho esquerdo detinha apenas 10% da sua capacidade de visão, enxergava apenas vultos.

Kellya Barros e o esposo Thiago.

“Na minha família muitas pessoas têm catarata e algumas mais cedo que as outras. Eu também tive e já não enxergava mais nada do olho direito e via apenas vultos com o olho esquerdo” disse ela, estudante do último período de História da Universidade Federal do Piauí, campus de Picos.

A estudante, casada e mãe, já havia procurado atendimento sem sucesso.

Ao saber do caso dela, o médico Thiago Castro, oftalmologista, especialista em cirurgias de catarata e glaucoma, proprietário do Hospital HVisão, com sede em Teresina e em vias de abrir uma unidade hospitalar na cidade de Picos, Centro –Sul do Estado, ficou comovido e abriu as portas de seu consultório recém instalado em Picos no dia 17/06 para a uma primeira consulta gratuita.

Médico Thiago Castro e esposa, médica Weyka Santos

Após os exames iniciais, ficou claro que a situação era grave:

“O caso da Kellya me chamou a atenção por se tratar de uma moça muito jovem que apresentou uma catarata branca bilateral com prognóstico de perder totalmente a visão caso não tratada. Existe um traço genético muito forte na família dela, com uma pessoa de apenas 19 anos já apresentando, segundo ela, indícios da doença. Com a tecnologia de que dispomos nós operamos os dois olhos dela ao mesmo tempo e devolvemos a visão e a qualidade de vida para ela continuar produtiva, estudando, trabalhando e cuidando da família dela junto com o esposo” afirmou Thiago Castro.

O médico se refere ao FEMTO LDV Z8, equipamento desenvolvido com a mais avançada tecnologia para correção visual a laser de femtosegundos FEMTO LDV Z8™ (Ziemer – Suiça), revolucionário, utilizado com sucesso na área da cirurgia refrativa, transplantes de córnea, anel intracorneano e catarata. Ele permite realizar a cirurgia refrativa pela técnica do LASIK (“All Laser LASIK”), sem a necessidade do utilização de lâmina. A precisão é altíssima, o que permite confeccionar discos (flaps) mais finos e uniformes, preservando melhor a estrutura corneana do paciente. As bordas do disco são muito bem delimitadas, aumentando a sua estabilidade e resistência a traumas. 

A cirurgia foi marcada para a sede do HVisão, em Teresina e ocorreu sem intercorrências na terça-feira, dia 23/06.

A paciente teve a visão dos dois olhos restaurada em questão de minutos:

“A cirurgia foi realizada simultaneamente, primeiro o direito, em três minutos, depois o esquerdo, com anestesia tópica, o acoplamento do laser foi feito à córnea, para que os cortes ocorressem com precisão milimétrica, sem cortes. O olho direito foi feito em dez segundos. Foi muito rápido e no outro dia o resultado era 20/20. Nosso intuito era tirar a cegueira, mas trabalhamos também, além disso, na refração do paciente. Por isso usamos os dois aparelhos mais modernos do mundo, um o allmaster 700 e o pentacam XL, confrontamos, assim, a tecnologia alemã e a suíça, para resultados extremamente satisfatórios, com isso o paciente pode retornar `s suas atividades laborais mais rapidamente”.

Além da tecnologia de ponta utilizada pelo médico, a própria qualificação e especializações do profissional são outro fator preponderante para o sucesso da cirurgia:

“Somos o pioneiro na cirurgia utilizando o femtosegundos FEMTO LDV Z8™ (Ziemer – Suiça), no Piauí. Eu estive no lançamento no lançamento da máquina nos EUA, na Ascares, e comprei o equipamento, primeiro a chegar em Teresina, e venho fazendo essa cirurgia rotineiramente já há seis anos, o que me dá, Graças a Deus, muita alegria realizando esses tratamentos que trazem um resultado espetacular e agrega qualidade de vida aos pacientes”, explicou o médico Thiago Castro.

Depois de 15 dias de realizar a cirurgia, a paciente já estava enxergando normalmente, conforme ela mesmo relatou à reportagem. 

 

 



Publicidade